Monday, May 24, 2010

Crise…


Confesso que estou um pouco farto desta treta toda da crise…


Confesso que começo até a ficar preocupado com toda esta crise…


Mas há umas coisas que me preocupam ainda mais:


Todos criticam o Sr. Eng. José Sócrates pelo estado do país e pelo caminho que nos está a levar.. Bancarrota dizem!!!



Mas, mas…


Se a oposição e ou PR não mandam o PM para a rua é porque:


- Concordam com todas as políticas de fundo do governo, aprovam o que é necessário, chumbam e chateiam os homens nos restantes decretos só porque sim, ou;


- A crise não é assim tão grande como pintam e o cenário de bancarrota é imaginário, ou;


- A nossa oposição também não quer ser eleita em eleições antecipadas, meter-se em toda esta confusão, e então dedica-se somente a criticar (leia-se desgastar) o governo até melhores dias virem, ou;


- A nossa oposição tem razão mas não está minimamente interessada em "salvar" Portugal e deixa o Sócrates levar o País para a Bancarrota …



E a culpa desta crise toda é mesmo do Sócrates?!?!



1 comment:

Nuno Revés said...

Eu continuo a achar que a culpa é do D. Afonso Henriques, que nunca devia ter batido na mãezinha e agora estamos todos a pagar por uma coisa que se passou no século XII... Mas, pronto, é o nosso karma, com certeza...

Agora fora de brincadeiras... Bancarrota acho que não é um cenário possível só porque fazemos parte da UE. Mas, se não fossemos parte da UE, muito possivelmente não estaríamos na situação penosa em que estamos... Quiseram transformar cada país num especialista do seu melhor produto... França tem perfumes e queijos, Espanha tem tomate e laranjas, a Alemanha deve ter os cereiais ou o raio que os parta... E nós?! Então, ora bem, nós temos o Al[l]garve com o seu sol fantástico e as águas cálidas do Sul... Mas se era isso que queriam, a malta dispensava aquela nesga de terra, que foi a última a conquistar e que já é praticamente parte do Reino Unido, e escusavam de nos meter na embrulhada!! [Desculpa, Patrícia :-P]

Mas a realidade não é esta... Nós tinhamos tudo! Sempre produzimos de tudo um pouco, do Norte ao Sul do país a produção agrícola era diversificada e dava para o consumo interno; tinhamos uma frota pesqueira que fazia uso da costa portuguesa que é, nada mais nada menos, metade da nossa fronteira total. Até esse direito, a pescar nas nossas águas, praticamente perdemos.

E porquê? Porque houve um senhor que decidiu meter-nos na CEE (agora UE) e houve outro que forrou o país a alcatrão com os "tostões" que vinham a fundo perdido.

Mas os culpados, os verdadeiros culpados, sabem quem são? Somos nós!! Eu, tu, os nossos vizinhos, a senhora da sapataria, todos os portugueses. Somos muito omissos quando nos metem a mão no bolso. E continuamos a sorrir mesmo quando cantamos um fadinho triste como a noite para alegrar a alma...